LPDH-Civitas condena detenção de advogados turcos

Elementos de uma delegação turca que esteve presente numa conferência sobre direitos humanos promovida nos dias 10, 11 e 12 de Novembro de 2016, em Lisboa, foram detidos após regressarem ao seu país, situação que merece a condenação veemente da Liga Portuguesa dos Direitos Humanos – Civitas.

A detenção dos elementos da Associação de Advogados Progressistas da Turquia ocorreu no âmbito de uma iniciativa de suspensão da actividade de centenas de organizações e movimentos sociais ordenada pelo governo de Recep Tayyip Erdoğan, sob a acusação de que pertencem a uma “rede terrorista”.

A conferência em que a delegação turca participou em Lisboa assinalou o 50.º aniversário dos Pactos Internacionais de Defesa dos Direitos Humanos e foi organizada pela Associação Internacional de Juristas Democratas e pela Associação Portuguesa de Juristas Democratas.

Símbolo da Associação de Advogados Progressistas da Turquia

Símbolo da Associação de Advogados Progressistas da Turquia