Acordo UE-Turquia: Externalizar para acabar com o direito de asilo

Acordo UE-Turquia
Nos dias 17 e 18 de março, no âmbito de uma nova reunião cimeira, em Bruxelas, a União Europeia e a Turquia adotarão um acordo que, supostamente, resolverá o que, erradamente, é designado por “crise migratória”.

Trata-se de um plano que permite, sobretudo à União Europeia, repelir os refugiados para além das suas fronteiras e transferir, para a Turquia, as suas obrigações nesta matéria. Os Estados membros fogem, assim, às suas responsabilidades ao ignorar o direito de asilo.

A rede Migreurop, uma rede euro-africana que agrupa cerca de cinquenta organizações de defesa dos direitos das populações migrantes, e a Associação Europeia dos Direitos do Homem (AEDH) opõem-se firmemente a este acordo e pedem à União Europeia que respeite o conjunto das suas obrigações internacionais.

Saiba mais informação consultando o documento anexo (em francês)